Vale Tudo Full Contact

Parece que foi ontem, mas não foi: Já se vão 23 anos desde que o Brasil se perguntou pela primeira vez quem teria matado Odete Roitman, a megera master do horário nobre naquela virada de década. Não era impossível, mas era improvável: “Vale Tudo”, de Gilberto Braga, voltou com a corda toda, de madrugada, na TV paga. E bombou outra vez! Acordada de sua letargia pela atuação dos pirateiros, a Globo, através de seu recém inaugurado canal Viva, recolocou o folhetim na berlinda. Junto com a mocréia Odete, a romântica tia Celina, o mordomo cinéfilo e afetado Eugênio, o núcleo da vila; voltaram o ambicioso Ivan, a mãe enganada Rachel, a filha astuciosa Maria de Fátima, os pilantras Marco Aurélio e Cezar, o casal puppy love Afonso e Solange (que acabaram casando na vida real) e uma realidade de um outro Brasil que se, hoje, não mudou em relação à vista grossa que faz a bandidos de colarinho branco, amarelou na tecnologia. O Brasil de 1988 falava a língua da dolarização, do ágio, da inflação, ao som da maquininha de remarcar preços; coisas que uma pessoa economicamente ativa com um pouco mais de dezoito anos nem faz idéia do que seja. Tentava-se também o último estágio da redemocratização, com eleições diretas para um presidente civil em mais de vinte anos. Maria de Fátima seria uma das filhas da revolução que recebeu de volta no colo um país que, segundo os militares, havia sido guardado pra jovens como ela. Os jovens como Fátima queriam a facilidade de um casamento rico, de um golpe, uma janela pra fora de uma vida de necessidades diárias. A mãe, Rachel, ainda aposta na visão honesta e trabalhadora da vida, mesmo que enrolada com o ambicioso Ivan, que não se furta em ficar à sombra da problemática Heleninha, dona de momentos indeléveis da teledramaturgia brasileira quando amarrava seus porres homéricos. Pioneira mesmo, “Vale Tudo” foi no enfoque da união homoafetiva entre o casal Laís e Cecília, onde a segunda morre e deixa plenos poderes à companheira através de um testamento, que logicamente foi roubado e escondido até que suas vontades fossem realizadas só depois de alguns picos de Ibope.  A “Vale Tudo” de 2010/2011 é, acima de tudo, risível, seja nos figurinos, nos temas das conversas, na qualidade técnica, sem contar que a ditadura do politicamente correto ainda não imperava, permitindo, por exemplo, que fossem insinuadas situações de sexo, onde o casal, numa penumbra, discute a relação em pleno clima “um cigarro depois” (sim, os personagens fumavam!), uma bobagem fora de cogitação nos tempos atuais. Para as gerações mais novas o que pode causar um verdadeiro escândalo em “Vale Tudo” 23 anos depois é a mais completa ausência de aparelhos celulares, e a presença de uma expressão corriqueira daqueles tempos e que hoje se resume a um fantasma: inflação. Postos na balança, não há maniqueismos em “Vale Tudo”. Em pequena ou larga escala todos são igualmente ambiciosos e almejam algo, e por esse fim regem seus atos; seja um desfalque, uma pulada de cêrca, um casamento armado ou uma promoção no emprego; afinal, vale tudo.

Sobre odeiopassas

Leia aqui tudo que os jornais não querem me pagar para escrever pois dizem que ninguém ia querer ler.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Vale Tudo Full Contact

  1. christy disse:

    Adorei, adorei, vc falou tudo o que eu pensei em comentar! Essa novela é muito legal!
    Depois do deslumbre da TV paga, o remake de TiTiTi me fez voltar a ver a TV aberta e, em nome da futilidade de ter o que conversar em círculos socias (inclusive os virtuais), até me empenhei em ver a nova novela das 8 e o BBB, mas em vão. Não consigo acompanhar, muito ruins. Passione me causava náusea. Essa Insensato é ridícula. Logo no primeiro capítulo, a tal cena do avião me fez embrulhar o estômago de nojo, raiva e vergonha. Nem vou falar do BBBosta.
    Aí, vem a refexeão: para que essa pirotecnia toda, esse visual todo, esse Projac, esse politicamente correto, essas roupas chiques, esse absurdo de botox, tinta de cabelo, clareamento dentário, etc, se o que mais interessa – o bom enredo, a qualidade da estória – estão ficando em segundo plano?
    Vale Tudo nos dias de hoje é visualmente hilária (isso sem falar na trilha sonora nacional, por enquanto), mas eu não consigo perder nenhum capítulo, porque quero saber o que vem depois, o que vai acontecer com a Fátima, fico ansiosa pelos comentários pedantes dela e da Odete, pelo próximo porre da Heleninha, pelas gírias da época. Fico tentando me lembrar de algumas cenas que vi quando era criança e também me dá uma saudade boa daqueles tempos em minha vida, do clima que era nos anos 80, putz, está sendo uma experiência realmente válida para mim e para muita gente da minha faixa etária rever esse clássico.
    Uma coisa é certa: não se fazem mais novelas e nem infâncias como antigamente.

  2. christy disse:

    *reflexão

  3. Pingback: Tweets that mention Ele voltou! -- Topsy.com

  4. marie mendes disse:

    “Em pequena ou larga escala todos são igualmente ambiciosos e almejam algo, e por esse fim regem seus atos; seja um desfalque, uma pulada de cêrca, um casamento armado ou uma promoção no emprego; afinal, vale tudo.”
    que nem na vida real, né? guardada as proporções de pessoas com menos ou mais escrúpulos.
    não sabia que tu gostava de noveeela, jovem!
    já que tu tem tv paga, me convida pra ver vale tudo qualquer dia (UFC, tá?) kkkk
    beijão, minha jóia!

    • odeiopassas disse:

      Já gostei mais de novela, principalmente a das 8, mas caiu de um jeito que prefiro ficar acordado até quase 01 da manhã pra ver reprise de 23 anos atrás. Com você assisto até Cartoon Network, gata ;0)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s