Pay Cash For Chaos

O simpático aí na foto se chama Michael John Burkett, mais conhecido entre seus fãs como Fat Mike. Há vinte e oito anos ele lidera uma banda de hardcore melódico, NoFX, excursiona pela America do Norte e outros países do mundo, tocando e espalhando um discurso carregado de sarcasmo, humor negro e críticas políticas. Foi um dos artistas estadunidenses que mais ironizou em seus trabalhos a paranóia da Era Bush.

Ainda lá pelo comecinho dos anos 1990, Mike e seus companheiros já faziam um estrago (no bom sentido) considerável nos meios underground americano, fruto de constantes turnês costa-à-costa pelos EUA. Começaram então a aparecer diversas bandas formadas pela garotada que consumia NoFX, todas calcadas no som da banda, explorando clichês sonoros à exaustão.

Os amigos, músicos e críticos começaram então a querer “abrir os olhos” de Fat Mike para o parâmetro mercadológico que sua banda estava criando; e de como ele podia estar sendo prejudicado financeiramente por aquilo. Era urgente tomar uma atitude, uma sanção, recorrer a advogados se fosse o caso. No entender de quem via à distância, sua propriedade intelectual estava sendo aviltada e lesada.

Fat Mike e o NoFX nunca processaram uma banda.

Usando a cabeça fundaram um selo, o Fat Wreck (algo tipo “as desgraças do gordo” – Mike, no caso), e colocaram todas as xerox (só as melhores) do NoFX pra gravar nele. Todos saíram ganhando: as bandas gravavam no selo do ídolo, aproveitavam seu prestígio a lhes servir de sombra; e Fat Mike nunca precisou gastar um tostão com advogados e ainda pôs quem lhe imitava para lhe render uns bons trocados, sem queimar o próprio filme nem passar de explorador.

Isso é ser punk.

Sobre odeiopassas

Leia aqui tudo que os jornais não querem me pagar para escrever pois dizem que ninguém ia querer ler.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Pay Cash For Chaos

  1. six3x disse:

    Na verdade, a tradução de Fat Wreck foi mal colocada.

    Fat Wreck Chords, nada mais é que uma espécie de trocadilho para Fat Records.

    Tirando isso, belo texto, e longa vida ao polêmico Fat Mike.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s